25.1 C
Ilha Solteira
quinta-feira - 23 maio - 2024
HomeCidadeMoradora do Morumbi encontra inseto "barbeiro" em casa

Moradora do Morumbi encontra inseto “barbeiro” em casa

Douglas Cossi Fagundes
Da Redação

Uma moradora da Rua Passo Fundo, no bairro Morumbi, em Ilha Solteira, encontrou um inseto “barbeiro”, principal transmissor da Doença de Chagas.

+ ✅Clique aqui para seguir o canal do Ilhadenoticias no WhatsApp

O bairro tem registrado com frequência o aparecimento de escorpiões, principalmente da espécie amarela, comum na cidade e cujo veneno pode matar, e a orientação da Vigilância Sanitária é semelhante.

Ao encontrar um escorpião ou um “barbeiro”, o morador deve recolher o inseto e acionar o órgão municipal pelo telefone 3742-4354, para que agentes façam uma vistoria na casa e na região.

Porém, no caso de aparecimento de “barbeiro”, não se deve matar o inseto, pois a transmissão do protozoário Trypanosoma cruzi se dá pelas fezes do inseto.

Ao limpar o local, o protozoário pode penetrar no organismo humano pela mucosa dos olhos, nariz e boca ou através de feridas ou cortes recentes existentes na pele.

 ✅Clique aqui para ler mais matérias de Ilha Solteira

Nas casas, assim como os escorpiões, os “barbeiros” se escondem em frestas, buracos nas paredes, nas camas, colchões e baús, sempre próximos às fontes de alimento.

Outra forma de transmissão é pela picada do “barbeiro”, enquanto suga o sangue, o inseto deposita fezes na pele da pessoa. A picada provoca coceira e o ato de coçar facilita a penetração do protozário pelo local da picada.

Sintomas
No homem e nos animais, o protozoário vive no sangue periférico e nas fibras musculares, especialmente, as cardíacas e digestivas.

Na fase aguda, a Doença de Chagas provoca febre, mal estar, falta de apetite, edemas (inchaço) localizados na pálpebra ou em outras partes do corpo, aumento do baço e do fígado e distúrbios cardíacos.

Em crianças, o quadro pode se agravar e levar à morte. Freqüentemente, nesta fase, não há qualquer manifestação da doença, podendo passar desapercebida.

Na fase crônica da doença, muitos pacientes podem passar um longo período, ou mesmo toda a sua vida, sem apresentar nenhuma manifestação da doença, embora sejam portadores do Tripanosoma cruzi.

Em outros casos, a doença prossegue ativamente, passada a fase inicial, podendo comprometer muitos setores do organismo, salientando-se o coração e o aparelho digestivo.

Com informações da Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde

Siga o ilhadenotícias.com no Whatsapp clicando aqui, no Facebook clicando aqui e aqui, no Instagram aqui, no youtube aqui e no twitter aqui

Receba notícias de Ilha Solteira pelo Whatsapp

Quer receber notícias no seu celular sem pagar nada? 1) adicione este número à agenda do seu telefone: 18 99132-5461; 2) envie uma mensagem para este número por WhatsApp, informando seu nome

O www.ilhadenoticias.com não autoriza a reprodução parcial ou integral deste texto

Os comentários postados neste texto são de inteira responsabilidade do seu autor, já que estão diretamente ligados a sua conta no facebook

OUTRAS NOTÍCIAS